Posts

Empregabilidade em momentos de crise

Mais um dia de trabalho para a maioria das pessoas no escritório, menos para Cristina que, em cinco minutos, será chamada na sala do seu chefe e escutará o discurso que muitos têm escutado ultimamente: “o País está em crise, precisamos reduzir custos e, infelizmente, teremos que demiti-la”.

Este cenário vem se repetindo com constância em muitas organizações e representa a triste realidade em que nos encontramos hoje.

Algumas empresas têm conseguido se reestruturar, negociando a redução de carga horária com os funcionários e abolindo benefícios espontâneos como gratificações, bônus, cestas básicas, justamente para não demitir o seu pessoal, mas a maioria tem buscado na demissão em massa uma forma rápida de reduzir os custos e pagar as dívidas. Leia mais

A partida só começa quando você dá o primeiro chute

Quantos sonhos você já teve, mas que nunca saíram do papel ou da sua cabeça?

Quantas vezes desejou colocar em prática aquele projeto escrito há anos, mas o arquivo continua preso no computador?

Possivelmente, em uma sala de reunião, você já sentiu muita vontade de expor sua ideia, mas preferiu calar-se. Logo em seguida o colega ao lado cita justamente aquilo que você havia pensado e todos acham aquela proposta bastante interessante.

E isso tem acontecido porque os pensamentos “não vou conseguir”, “não vai dar certo”, “que ideia ridícula”, “isto não é para mim”, “ele é mais inteligente” rondam a sua mente toda vez que você pensa em realizar algo diferente do que está acostumado a fazer.

Sair da zona de conforto e tentar algo novo não é fácil, pois o medo tem esse poder – paralisar as pessoas. E muitas vezes é isso que acontece.

Além do mais, não devemos confundir pessimismo com cautela. O primeiro faz com que não saiamos do lugar. O segundo nos prepara para um chute mais certeiro.

Este texto não fala sobre a tão famosa Lei da Atração: “tenha pensamentos positivos e conseguirá tudo o que deseja”.

Claro que é importante termos bons pensamentos sobre qualquer processo ou situação, mas isso é apenas o começo. Conheço inúmeras pessoas que têm muito mais pensamentos positivos do que negativos e nem sempre alcançam o que desejam.

A pretensão desse texto é abordar a ação e não o pensamento. Desta forma, cito um princípio que considero extremamente verdadeiro: “se não tentar, jamais saberá”.

Se você tem conseguido alcançar o que deseja é porque tentou. As outras variáveis que contribuíram para o alcance do seu resultado como “estar preparado”, “esforçar-se ao extremo”, “ter persistência e determinação”, “estudar continuamente”, só puderam entrar em campo porque você deu o chute inicial – que foi o de tentar. Leia mais

Como você tem buscado momentos “flow” em seu trabalho?

Em 1970 o psicólogo húngaro-americano Mihaly Csikszentmihalyi desenvolveu um interessante indicador de satisfação ou felicidade que ele chamou de “flow”. De acordo com seus estudos, a pessoa que passa pela experiência do “flow” fica completamente e inconscientemente absorta em uma determinada atividade que nada mais parece importar naquele momento.

Estudando o trabalho dos cirurgiões, Mihaly descobriu que 80% desses profissionais perdem a noção do tempo quando estão realizando uma cirurgia porque a motivação e o engajamento deles estão intrínsecos.

A boa notícia é que este sentimento não está destinado apenas às atividades de um cirurgião. Qualquer profissional pode se sentir tão realizado durante o seu trabalho a ponto de pensar: “nossa, nem percebi o tempo passar, o dia foi realmente produtivo!”. Leia mais