Posts

Ilustração: O Estudo do Fator Humano

O Estudo do Fator Humano

Comportamento humano, Música e Animação

Foto Adoniro Barbosa durante fórum

Conhece-te a ti mesmo e Principalmente aos Outros

O RHDebates traz para 2017 um time especial de palestrantes. Dando início ao ciclo, o primeiro convidado foi o parceiro de muitos anos, Adoniro Barbosa, especialista em RH, que realizou na última quinta-feira, 16 de março, no auditório da Amil, na Barra da Tijuca, a palestra “Conhece-te a Ti Mesmo e Principalmente aos Outros”.

Adoniro trouxe para debate a importância do autoconhecimento e de conhecer o outro, identificando o seu perfil dominante, com a finalidade de criar Rapport, ou seja, entrar em sintonia com o outro, prestando genuína atenção nele, se interessando pelo o que ele se interessa, para desenvolver um relacionamento de confiança.

Com música ao vivo, interação com o público e dicas de como utilizar melhor o sistema de compreensão objetiva do comportamento humano, a palestra proporcionou uma agradável manhã repleta de conhecimento.

Abaixo você encontra as diretrizes apresentadas por Barbosa para reconhecer os perfis dominantes:

  • Adoniro durante a palestraA primeira maneira de conhecer os tipos comportamentais é observando os gestos, o tom de voz, a forma de se vestir e as atitudes da pessoa. Ressaltando que a expressão corporal capta 55% da atenção do ouvinte;
  • Dentro desse estudo existem duas variáveis do comportamento humano: o grau de determinação e o grau de emotividade;
  • A partir das variáveis acima é possível identificar os perfis: analíticos, realizadores, amáveis e expressivos. Mas lembre-se que o ideal é conseguir perceber os perfis observando, sem perguntar diretamente para o outro. Para isso conheça melhor sobre cada perfil:
    • O perfil analítico possui baixa emotividade e baixa determinação. São pessoas que gostam dos detalhes, são concentradas e criteriosas, têm gestos reflexivos, tom de voz linear, usam roupas neutras e sob pressão costumam postergar as decisões, afinal eles querem as coisas bem feitas. Para se relacionar com este perfil é preciso ser minucioso e apresentar fatos;
    • O perfil realizador possui baixa emotividade e alta determinação. São pessoas que querem resultados rápidos, têm gestos impositivos, tom de voz firme, se vestem com roupas formais e são autoritários quando estão sob pressão. Para se relacionar com este perfil você precisa ser assertivo, apresentar resultados, sem enrolações.
    • O perfil amável possui baixa determinação e alta emotividade. São pessoas que agem com emoção, oferecem apoio e precisam do apoio do outro, são confiáveis, têm gestos não agressivos, tom de voz suave, usam cores e roupas discretas e quando estão sob pressão aceitam. Para se relacionar com este perfil você precisa demonstrar estima, carinho e familiaridade, apresentar garantias e dar apoio nas soluções;
    • O perfil expressivo possui alta emotividade e alta determinação. São pessoas que dificilmente passam despercebidas, gostam da notabilidade, são briguentos e lutam pelos direitos deles e do outro, têm gestos largos, tom de voz vivo e se vestem com roupas e cores alegres. Para se relacionar com este perfil você precisa dedicar atenção exclusiva, evitar enfrentamentos, buscar oportunidade para dar reconhecimento e agir com mais assertividade.

Anti-crise! Choque motivacional…

A palestra teve como objetivo provocar reflexões sobre a necessidade de mudança e adaptação aos novos tempos.

Auditório/Amil

Auditório/Amil

A crise é uma chance de despertar!

O novo consumidor, a tecnologia, a nova atmosfera de consumo induzem as organizações mexerem em suas metas, objetivos e planos estratégicos.

O mundo volátil, instável, complexo e ambíguo carece de pessoas e profissionais mais ousados, criativos, desprovidos de preconceito e polivalentes. A sensibilidade para as oportunidades que são geradas através de livros, filmes, experiências cotidianas e laborais que alavancam o espírito empreendedor fundamental para a sobrevivência no século XXI.

A inteligência relacional e a inteligência técnica são complementares, nunca excludentes, porém, aqueles que não conseguirem trabalhar suas atitudes de forma mais positiva e com maior alinhamento às pessoas, terá dificuldades de desenvolver uma vida mais promissora.

O Brasil viveu um período econômico melhor até 2014, em seguida viveu um 2015 terrível e um 2016 de total desespero para muitas organizações que por medo do que fosse acontecer, dispensou 12 milhões de empregados que foram obrigados a repensar sua forma de vida, trabalho, emprego e consumo.

O aprendizado é pela dor!

O ano de 2017 será de ajustes e 2018 a economia retomará seus investimentos com um brasileiro mais atento, preparado e empreendedor.

Para o reaquecimento dos negócios é fundamental uma dose de otimismo

Mauricio Werner

Maurício WernerAutor do livro publicado pela editora Qualitymark, “Enquanto uns choram, outros vendem lenço”, Maurício Werner apresentou casos de empresas de sucesso e empreendedores que atentos à toda mudança, atropelaram a crise e oportunamente fizeram crescer os resultados.

Conteúdo apresentado no Fórum: PPT

Liderança Estratégica no Contexto da Gestão Organizacional

foto 1-Claudius D'Artagnan-Liderança Estratégica no Contexto da Gestão OrganizacionalA prática da liderança no ambiente organizacional tem sido ao longo dos anos, uma tarefa desafiadora para profissionais cuja trajetória resultou na oportunidade de comandar pessoas.

Teorias, modelos, literaturas e lições de renomados especialistas e gurus são abundantes. Entretanto, há que se perguntar: Qual a razão da dificuldade de inúmeros líderes em consolidar ações que realmente resultem em eficácia na gestão de pessoas?

Creio que a complexidade em gerir pessoas está na natureza das relações e interações sociais, aliada ao crescente nível das expectativas dos liderados, decorrente do acesso progressivo às informações e, por conseguinte, ao conhecimento.

Resumindo, os liderados ficaram mais exigentes como afirma o especialista em liderança Preston Bottger, renomado professor do IMD- International Institute for Management Development. Diz ele: “…quanto mais os gestores avançam como líderes, mais terão que lidar com pessoas de alto calibre e que sabem muito bem como conseguir o que querem, e que são mais difíceis de gerenciar”.

Neste contexto, os requisitos de um líder não se atrelam impreterivelmente a sua formação acadêmica, ou mesmo, a experiência comprovada de suas habilidades e conhecimentos técnicos. Outros requisitos mais complexos são exigíveis no currículo de um líder. São colocamos à parte, requisitos (valores) hors concours denominados universais como: ética, caráter, honestidade, integridade….

Leia mais

Criatividade e Resiliência por Paulo Roberto de Souza

Criatividade e Resiliência: Como Inovar e Superar Adversidades

Resiliência…

“Os líderes aprendem ao exercer a liderança, e aprendem melhor ao liderar frente à obstáculos. Assim como as intempéries moldam as montanhas, os problemas moldam os líderes.” (Warren Bennis)

Por pior ou melhor que sejam as situações que enfrentamos, é certo de que tudo passará. Então nos cabe ficarmos atentos à jornada, atentos a como percorrer os caminhos, pois isto é que definirá os estados físico e emocional que se chegará ao final.

Muito esforço e energia é investido para que desafios sejam superados, adversidades vencidas ou padrões refeitos. Mas, dependendo de como este trajeto aconteça, em relação à qualidade dos relacionamentos interpessoais, do controle emocional, da moderação e da satisfação de cumprir cada etapa do caminho, o término de um objetivo ou de um projeto, mesmo que atingido, pode não ser algo significativo.

Por vezes, mesmo à frente de uma grande conquista, nem mesmo comemoram-se os resultados.

A esta altura da subida, não se trata mais de conseguir resultados a qualquer custo. A sustentabilidade é medida pelas respostas às perguntas: Leia mais

4º RHDebates Mulher cobertura completa

Antonina BuritiAconteceu no dia 17/03 a quarta edição do Rhdebates Mulher, com as palestras da executiva Antonina Buriti e da empreendedora Virna Elias, que falaram s obre o “Jeito Mulher de Liderar”.

Com uma plateia preponderantemente feminina, mas com alguns ilustres representantes masculinos, fomos brindados com duas palestras excepcionais.

A primeira a falar foi à executiva Antonina Buriti, que em sua abordagem inicial, discorreu sobre uma das mais fortes características femininas, que é a empatia.

Segundo ela, embora a empatia seja mais uma característica feminina, é uma das características essenciais para se tornar um líder efetivo, independentemente de ser homem ou mulher.

Em sua opinião para desenvolver esta habilidade mais dois ingredientes são necessários: saber ouvir e seguir a intuição.

Ambas as ferramentas nos auxiliam para nos colocar no papel do outro e, assim, melhor compreender as questões e direcioná-las de forma apropriada. Leia mais