4º RHDebates Mulher cobertura completa

Antonina BuritiAconteceu no dia 17/03 a quarta edição do Rhdebates Mulher, com as palestras da executiva Antonina Buriti e da empreendedora Virna Elias, que falaram s obre o “Jeito Mulher de Liderar”.

Com uma plateia preponderantemente feminina, mas com alguns ilustres representantes masculinos, fomos brindados com duas palestras excepcionais.

A primeira a falar foi à executiva Antonina Buriti, que em sua abordagem inicial, discorreu sobre uma das mais fortes características femininas, que é a empatia.

Segundo ela, embora a empatia seja mais uma característica feminina, é uma das características essenciais para se tornar um líder efetivo, independentemente de ser homem ou mulher.

Em sua opinião para desenvolver esta habilidade mais dois ingredientes são necessários: saber ouvir e seguir a intuição.

Ambas as ferramentas nos auxiliam para nos colocar no papel do outro e, assim, melhor compreender as questões e direcioná-las de forma apropriada.

Virna EliasQuanto a características do ”SABER OUVIR”, Antonina nos apresentou 3 casos concretos:

  • Conquistas de dois importantes projetos por ouvir de forma diferente
  • Identificação de Grandes Talentos através de uma Gincana Corporativa
  • A perda de um grande e estratégico projeto

No que diz respeito à característica da “EMPATIA”, sua palestra também se espelhou em outros 3 casos concretos:

  • Executivo de Vendas e sua Fé
  • Projeto Social de Petrópolis
  • Gestão de Conflitos e Saber dizer “Não”

Igualmente no caso da característica da “INTUIÇÂO”, foi apresentado um caso concreto que ela classificou como um dos mais importantes de sua carreira de sucesso.

Intercalando sua palestra com alguns filmes pontuais, Antonina demonstrou claramente para todos nós, como uma executiva de sucesso, que em sua carreira sempre liderou uma quantidade muito maior de homens, conseguiu faze-lo utilizando-se de características femininas.

Concluindo ela nos apresentou e discutiu com a plateia dogmas importantes em gestão, que podem ser resumidos nas seguintes frases:

  • “Líderes incríveis saem da sua rotina para melhorar a autoestima de sua equipe. Se as pessoas acreditam nelas, é incrível o que elas podem conquistar.” – Sam Walton, empreendedor.
  • “Uma boa liderança é sobre experiências humanas. Não é uma fórmula ou programa, é uma atividade humana que vem do coração e leva em consideração os corações de outras pessoas. É uma atitude, não uma rotina.” – Lance Secretan, professor e especialista em liderança.
  • O modelo de liderança é Jesus Cristo. Ninguém como Ele conseguiu influenciar tantas pessoas até os dias de hoje usando o Amor – O Monge e o Executivo
  • Resumindo, deixou muito claro para todos nós que para conseguir exercer uma boa liderança nas relações é importantíssimo saber ouvir, tem empatia, amor e seguir suas intuições.

Finalmente nos convidou para fazer uma reflexão, convidando a todos para cantar/declamar a seguinte canção:

Viver tudo o que a vida tem pra te dar
Saber que qualquer segundo tudo pode mudar
Acreditar no sorriso
E não se dar por vencido
Querer mudar o mundo ao seu redor
Saber que mudar por dentro pode ser o melhor
Fazer sem esperar nada em troca
Vencer e recomeçar
Vamos amar no presente
Vamos cuidar mais da gente
Vamos pensar diferente porque
Daqui só se leva o amor (Jota Quest).

Nossa segunda palestrante foi à empreendedora Virna Elias, que nos presenteou com um pouco de suas descobertas e conquistas no mundo empreendedor e da liderança feminina.

Primeiramente ela abordou o tema do Intraempreendorismo, criando o link necessário para que o espirito empreendedor também seja fundamental nas relações de trabalho.

Definiu o Intraempreendorismo, como uma modalidade de empreendedorismo praticado por funcionários dentro da empresa em que trabalham. São profissionais que possuem uma capacidade diferenciada de analisar cenários, criar ideias, inovar e buscar novas oportunidades para estas empresas. São eles que ajudam a movimentar a criação de ideias dentro das organizações, mesmo que indiretamente.

Para começar definiu e discutiu com a plateia a definição de J.F. Fillion sobre empreendorismo:

“É uma pessoa imaginativa caracterizada pela capacidade de estabelecer e atingir objetivos. Esta pessoa mantém um alto grau de vivacidade de espírito para detectar oportunidades. Enquanto ele/ela se mantém aprendendo sobre possíveis oportunidades e se mantém tomando decisões de risco moderado dirigidas à inovação, continua desempenhando um papel empreendedor.” (J.F. Fillion).

Apresentou a seguir a seguinte pesquisa sobre as mulheres:

  • 39% dos lares brasileiros são sustentados por elas;
  • 45% da população economicamente ativa (mas recebem 30% menos que os homens);
  • 42% das vagas do mercado de trabalho;

Seguindo no tema informou que as mulheres estão em evolução constante nos pequenos negócios e que empreendedorismo feminino tem crescido globalmente e está ligado ao aumento de formação educacional de nível técnico e superior.

Em seguida nos mostrou as alterações que vem ocorrendo nos paradigmas do novo Pensamento Contemporâneo, que vem mudando de Autoafirmação, Racional, Análise Reducionista e Linear, para Integrativo, Intuitivo, Síntese, Holístico e Não linear.

Da mesma forma apresentou interessante analise dos paradigmas da educação das mulheres que ainda hoje. Uma vez que a Sociedade não quer que a mulher experimente o seu poder. E a mulher tem medo de que assumindo o seu poder fique sem apoio, sem companheiro, sem segurança, ou seja: “Você pode ter liberdade ou ter segurança, mas não ambas.”.

E quais são os maiores traumas da adolescente mulher:

  • 85% foram sexualmente assediadas na escola;
  • 65% passam por crises de autoconfiança na puberdade;
  • Meninas talentosas são mais evitadas pelos colegas do que meninos talentosos;
  • Para cada menina existem cinco meninos que gritam mais respostas, são mais chamados pela professora, conseguem maior integração;
  • Meninas assumem menos riscos e tem mais medo de errar.

No que se refere ao seu potencial criativo e intelectual, a maioria das jovens têm: Baixa autoimagem; Dúvidas sobre si mesmas e Autocensura elevada.

Em relação às características das mulheres nos mostrou que elas têm:

  • Maior estabilidade nos negócios;
  • Melhor conhecimento do mercado;
  • Planejam melhor e progridem lentamente;
  • Mais bem preparadas;
  • Atividades profissionais e pessoais melhor integradas;
  • MAS, acreditam menos nas suas competências.

Virna ainda nos falou que atualmente mais de 25% acreditam que são tratadas diferentemente pelas instituições financeiras porque são mulheres.

Entretanto, as mulheres utilizam entre 30% a 50% do capital investido pelos homens para iniciar um negócio.

E quais são as características da gestão feminina? Na opinião de Virna, são:

  • Estilo de gerenciamento mais participativo;
  • Importam-se mais com seus empregados e seus clientes;
  • Envolvidas em atividades voluntárias para ajudar a comunidade;
  • Usam critérios diferentes dos homens para medir sucesso;
  • Dispendem mais tempo com seus entes queridos e apontam mais razões familiares para iniciar seus negócios;
  • Investem mais em capacitação;
  • Estão sempre em busca de mais informação e orientação;
  • Mais detalhistas, sensitivas e intuitivas, características que podem contribuir para a gestão do negócio;
  • Conseguem aliar as características de coragem, iniciativa e determinação, com a sensibilidade, intuição e cooperação;
  • Conciliam melhor suas atividades pessoais e profissionais;
  • Buscam o empreendedorismo para ter maior flexibilidade de horários.

Outro aspecto interessante da palestra foi à pesquisa de como as mulheres se rotulam em suas principais características pessoais:

  • 94 % BATALHADORAS
  • 90% PERSISTENTES
  • 90% CAUTELOSAS
  • 82 % PLANEJADORAS
  • 83% INOVADORAS
  • 83% OUSADAS

Outro ponto de muito interesse foi à apresentação dos 7 pecados capitais na busca pelo sucesso:

  1. O pecado da pressa (Gula) – Ânsia por ganhos excessivos e exorbitantes e Rápidos
  2. O pecado da avareza – Relação doentia com o dinheiro seja por dar a ele muito valor ou por despreza-lo
  3. Falta de prazer no trabalho – A pessoa não colocar amor naquilo que faz
  4. O pecado da irá contra a riqueza – Há quem acredite que é pecado enriquecer
  5. O pecado da Inveja e da Cobiça – Cobiçar o que é do outro
  6. O pecado da preguiça – Quer ganhar dinheiro, mais acredita que cairá do céu.
  7. O pecado do Orgulho – Se achar melhor que o outro

(Em contraponto Virna nos apresentou as 5 Leis da Sabedoria Sucesso)

  1. Lei da oportunidade – Todas as pessoas ao longo da vida terá a oportunidade de mudar de vida;
  2. Lei da sabedoria – É a base para se chegar ao sucesso é a inteligência organizacional, estratégica e financeira.
  3. Lei da Visão – Você precisa ter clareza para o que quer na vida
  4. Lei do foco – Aquilo que você foca, aquilo dá atenção expande.
  5. Lei do planejamento – Ninguém que deseja ter sucesso pode desprezar

Encerrando a palestra, Virna nos brindou com o pensamento de Marianne Williamson, que no ensina que:

“Nosso grande medo não é que sejamos incapazes”. Nosso maior medo é que sejamos poderosas além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.

Perguntamo-nos: “Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentosa e incrível?” Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?…

Bancar a pequena não ajuda o mundo. Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.

E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo.”.

Após as duas palestras, foram feitas inúmeras perguntas e debates sobre o assunto, encerando-se esta parte do evento com o sorteio de livros cedidos pela nossa parceira Qualitymark.

Finalmente todos se juntaram no hall de entrada para a tradicional complementação do CB com um mini brunch oferecido pelas parceiras Amil e Amil Dental.

0 interações

Deixe seu comentário

Quer compartilhar suas ideias?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *